A COMPETIçãO

O status de maior competição de futebol amador do Brasil não foi conquistado à toa. O Campeonato Intermunicipal se tornou um produto de sucesso no cenário do futebol local, mas também nacional.

O sucesso chamou a atenção da imprensa de todo o país. Em 2012, a competição ganhou as páginas da Revista Placar, uma das maiores do segmento esportivo no Brasil. A publicação deu destaque à fama de "reveladora de craques" do certame, que fez surgirem grandes nomes do futebol mundial, que representaram o país nos principais torneios internacionais.

Já em 2014, foi a vez de o jornal A Tarde, um dos maiores jornais impressos do Norte-Nordeste, dedicar uma reportagem para descrever a dimensão do maior campeonato de futebol amador brasileiro.

Afinal, não foram poucos os jogadores revelados no certame que serviram e servem a clubes do Brasil e até do exterior. Quem não se lembra de Edilson Capetinha, por exemplo? Atacante baixinho e rápido, ele deu dor de cabeça a muitos zagueiros pelo mundo afora.

Edilson iniciou sua carreira justamente no Intermunicipal, na Seleção de Castro Alves, em 1988 e 1989. De lá, passou por diversos clubes, foi campeão brasileiro pelo Palmeiras e chegou à Seleção Brasileira, onde conquistou o pentacampeonato mundial, em 2002.

Além do Capetinha, outros grandes craques saíram do Intermunicipal, como Raimundo Nonato, o Bobô, campeão brasileiro pelo Bahia e que iniciou a carreira na Seleção de Senhor do Bonfim entre 1983 e 1984; Aldair, zagueiro tetracampeão do mundo pelo Brasil, que começou na Seleção de Ilhéus; Júnior Nagata, também penta pelo Brasil, começou na Seleção de Santo Antônio de Jesus, em 1993; Júnior Baiano, ex-zagueiro da Seleção e grandes clubes como Flamengo e São Paulo, revelado em 1987 pela Seleção de Poções; Liédson, campeão da Libertadores da América 2012 pelo Corinthians e ex-atacante da Seleção de Portugal, que iniciou na Seleção de Valença, inclusive sendo artilheiro em 1999, com 16 gols; Neto Berola, que deu seus primeiros passos no futebol pela Seleção de Buerarema, em 2008, e passou por Vitória, Atlético (MG), Coritiba, entre outros; Vandick, que defendeu a Seleção de Conceição do Coité, além de Bahia e Flamengo; Charles, revelado na Seleção de Itapetinga e campeão brasileiro pelo Bahia; Washington, que iniciou na Seleção de Valença e fez história no Atlético (PR) e no Fluminense; Jorge Campos, que atuou na Seleção de Ipiaú e no Bahia e Atlético (MG); Claudir, que começou na Seleção de Vitória da Conquista e também foi campeão brasileiro pelo Bahia; Uelliton, que defendeu a Seleção de Euclides da Cunha, se profissionalizou no Vitória e passou por Cruzeiro e Coritiba; Paulão, zagueiro revelado na Seleção de Simões Filho, com passagens por Internacional, Vasco e América (MG); Rodrigão, que passou por diversas Seleções, a última delas Itapetinga, em 2013, defendeu clubes como Santos e Bahia, e hoje atua no Coritiba, entre outros.

E novas promessas continuam surgindo na competição. Recentemente, o Vitória acertou as contratações do lateral-direito Van e do volante Gabriel Bispo junto ao Bahia de Feira. Ambos também saíram do Intermunicipal. O primeiro se destacou em São Francisco do Conde, Cachoeira, Conceição da Feira e Santo Antônio de Jesus. O segundo brilhou pelas seleções de Porto Seguro e Itamaraju.

Já o Bahia se reforçou com o goleiro Geovane, eleito o melhor da posição no Intermunicipal 2018, pela Seleção de Itamaraju.

Mas, o Intermunicipal não se destaca apenas na revelação de jogadores. O campeonato é, também, uma oportunidade de trabalho para milhares de pessoas. Há geração de empregos, comércios movimentados, fomento do esporte e até mesmo do turismo. Treinadores, preparadores físicos, supervisores, massagistas, enfermeiros, porteiros, bilheteiros, vendedores ambulantes e prestadores de serviços em geral têm o importante certame como meio de sustento de suas famílias durante boa parte do ano.

Nos estádios, as arquibancadas estão sempre cheias. As cidades do Interior da Bahia param em dias de jogos. São verdadeiras festas. E, se o público é grande nas praças esportivas, em casa também é.

Desde 2017, o Intermunicipal vem sendo transmitido pela TVE para toda a Bahia em sinal digital. Os demais estados do Brasil e diversos países do mundo também podem acompanhar por meio da internet, no site, YouTube ou no facebook da emissora. Um jogo por rodada, a cada domingo, é transmitido. E os números de audiência, segundo o Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB), são excelentes.

E, no ano passado, a TV FBF surgiu para incrementar a transmissão web, ao vivo, contemplando 15 jogos, inclusive as semifinais e finais do campeonato, em uma parceria de sucesso da entidade maior do futebol baiano com a Tillé Sports Assessoria e Marketing Esportivo.

Novos recordes, certamente, serão batidos em 2019. Vem aí a 62ª edição do Intermunicipal. A bola começa a rolar no mês de agosto. Antes, a Federação Bahiana de Futebol anunciará as cidades que terão suas seleções na disputa do tão cobiçado título.

  
Lista das Campeãs 
 
1957 Santo Amaro  
1958 Itabuna  
1959 Itabuna  
1960 Itabuna  
1961 Itabuna  
1962 Itabuna  
1963 Itabuna  
1964 Itabuna  
1965 Itabuna  
1966 Ilhéus  
1967 Cachoeira Jequié
1968 Cachoeira Miguel Calmon
1969 Jequié Cachoeira
1970 Cachoeira São Félix
1971 Cachoeira Feira de Santana
1972 Ipiaú Cachoeira
1973 Feira de Santana Camaçari
1974 Camaçari Feira de Santana
1975 Cachoeira Ibicaraí
1976 Feira de Santana Lauro de Freitas
1977 Ipiaú São Félix
1978 Feira de Santana Ipiaú
1979 Vitória da Conquista Serrinha
1980 Ilhéus Senhor do Bonfim
1981 Ibicaraí São Sebastião do Passé
1982 Serrinha Ilhéus
1983 Jequié Feira de Santana
1984 Vitória da Conquista Senhor do Bonfim
1985 Paulo Afonso São Félix
1986 Ilhéus Paulo Afonso
1987 Itajuípe Santo Amaro
1988 Serrinha Itajuípe
1989 São Sebastião do Passé Buerarema
1990 Maracás Paulo Afonso
1991 Santo Amaro Itajuípe
1992 Santo Amaro Itajuípe
1993 Cachoeira Santo Amaro
1994 Alagoinhas Coaraci
1995 Itapetinga Tucano
1996 Itapetinga Muritiba
1997 Vera Cruz Serrinha
1998 Ipiaú Conceição do Coité
1999 Cachoeira Valença
2000 Madre de Deus Uruçuca
2001 Coaraci Santo Amaro
2002 Itamaraju Euclides da Cunha
2003 São Félix Euclides da Cunha
2004 Itamaraju Cachoeira
2005 Conceição do Coité Pojuca
2006 Conceição do Coité Pojuca
2007 Conceição do Coité Porto Seguro
2008 Conceição do Coité Cachoeira
2009 Serrinha São Francisco do Conde
2010 Porto Seguro Conceição do Coité
2011 São Francisco do Conde Santaluz
2012 São Francisco do Conde Coaraci
2013 Itajuípe Porto Seguro
2014 Cachoeira Santaluz
2015 Santo Amaro Uruçuca
2016 Itaberaba Itabela
2017 Eunápolis Euclides da Cunha
2018 Itamaraju Itapetinga

 

 
CLASSIFICAÇÃO  POS  PTS 
Araci 1 0
Belmonte 2 0
Cachoeira 3 0
Camacan 4 0
Camaçari 5 0
Campo Formoso 6 0
Canudos 7 0
Conceição da Feira 8 0

ÚLTIMA GALERIA

Jogo de abertura do Intermunicipal 2019

Geral - 05/08/2019

Itamaraju vence Porto Seguro por 2 a 0 (Fotos: Geovan Santos/Ligeirinho no Esporte)

 

Campeonato Intermunicipal
© Todos os direitos reservados