Dia Internacional da Mulher: FBF homenageia guerreiras do futebol baiano

Por Comunicação FBF , 08 de Mar 2018 - 10h55

No seu ventre, em forma de bola, as mulheres deram à luz a milhões de jogadores de futebol. Muitos deles encantaram o mundo com jogadas de pura magia. Então, a mulher também despertou para o futebol. Aqui na Bahia, a principal representante desta categoria é a meio-campo Formiga, porém outros nomes também tiveram destaque, não só como atletas,  mas  em outras funções que compõem o futebol feminino.
 
A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, em 1975, o dia 8 de março como a data para serem lembradas as conquistas sociais, políticas e econômicas empreendidas pelas mulheres. Hoje, a mulher está em todos os lugares, inclusive naqueles que, antes, só se permitiam a presença de homens. No mercado de trabalho, na política e no esporte, a mulher se tornou protagonista.
 
Por isso, assim como em todos anos da administração do presidente Ednaldo Rodrigues, a Federação Bahiana de Futebol não poderia deixar a data passar em branco. Nos últimos anos, a FBF valorizou ainda mais a presença da mulher no futebol.  “As mulheres têm conquistado maior espaço no mercado de trabalho, passam por um processo de valorização e mostram habilidades que as projetam para cargos de destaque, fazendo com que surjam figuras femininas de inegável liderança”, afirmou o presidente da FBF.
 
O vice-presidente da FBF, Ricardo Lima, acrescenta que um aspecto favorável à incursão positiva da mulher no futebol é a sua capacidade de organização. “Felizmente, o preconceito diminuiu bastante, mas algumas pessoas ainda olham com surpresa quando uma mulher exerce um cargo executivo no futebol, como presidente de clube, por exemplo. O equilíbrio feminino faz com que as mulheres tenham confiança para assumir riscos e muitas vezes obter sucesso em seus empreendimentos”.
 
Com a Caravana do Futebol Feminino, projeto pioneiro e de sucesso em todo país, a FBF promoveu a inclusão de garotas que sonham se tornar jogadoras profissionais. Investimentos foram feitos no Baianão Feminino, competição que também ganhou destaque na mídia nacional e tem a transmissão dos jogos pela TVE.

Na própria Federação Bahiana de Futebol, a presença feminina é marcante. O cargo de diretora Técnica de Competições é ocupado por Taíse Galvão, que trabalha no departamento com as coordenadoras Patricia Sertic e Sandra Borges. “Lógico que eu sofri um certo preconceito no início. Mas, como em outros lugares onde trabalhei, eu preferi responder o preconceito com trabalho. Chefio uma equipe competente e comprometida com os nossos projetos. Sinto muito orgulho de hoje ser uma pessoa respeitada no meio do futebol”, afirmou.
 
Além de Taíse, Sandra e Patrícia, a FBF conta, no seu quadro de funcionários, com outras mulheres. Colaboram no dia-a-dia para o sucesso do futebol baiano as guerreiras Aldeir dos Santos, Cíntia Bandeira, Diana Silva, Érica Sá, Fernanda Aquino, Joana Costa, Nayane Queiroz, Patrícia Barbosa e Patrícia Galvão. Todas elas foram presenteadas com um buquê de flores em um café da manhã especial ofertado pela presidência da entidade. 
 
Há espaço para a mulher, também, no quadro de arbitragem da Bahia. Diversas delas atuam nos gramados do estado, entre elas as assistentes Daniella Coutinho Pinto, Patrícia dos Reis do Nascimento, Danila Borges Martins e Juliana Amaral Conceição dos Reis, que fazem parte do quadro da CBF. Daniella, inclusive, chegou ao seleto quadro da FIFA em 2012, quando ainda atuava como árbitra central.

E se em todos os setores do futebol baiano há a presença da mulher, ela não poderia deixar de estar, também, dentro das quatro linhas, com uniforme chuteira e meião. Silvana Bispo, zagueira do time feminino do Vitória, destaca a força do futebol feminino da Bahia, que ela acredita que em breve conquistará títulos importantes.
 
"A gente sempre luta por nossos sonhos e não podemos desistir. Torço e trabalho para que o futebol feminino da Bahia cresça sempre. Para que a gente tenha um estadual cada vez mais forte e também para crescer a nível nacional. O Vitória nos oferece uma estrutura incrível para a realização dos nossos sonhos e eu sou grata por essa oportunidade", disse Silvana.


NOTÍCIAS MAIS LIDAS

ENCONTRE-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

ENQUETE