Técnicos de PFC-Cajazeiras e Atlético revelam suas expectativas para a decisão

Por Comunicação FBF , 18 de Mai 2018 - 16h19

A emoção, vibração e competitividade marcaram a Série B do Campeonato Baiano de 2018 até seu capítulo final, que começa neste sábado (19), a partir das 16h, no Estádio de Pituaçu, com a disputa do primeiro jogo da decisão entre PFC-Cajazeiras e Atlético. Como primeiro colocado da fase classificatória, o Carcará terá a vantagem de fazer o segundo jogo decisivo, no próximo dia 26 de maio, no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas.

Caso haja empate nos dois jogos das finais, o título e o acesso para a primeira divisão do Campeonato Baiano de 2019 ficarão com o Atlético, por ter feito a melhor campanha na primeira fase da competição. Este ano, a Federação Bahiana de Futebol estabeleceu que não haverá descenso. Entretanto, as duas agremiações que ficaram nas últimas colocações (Teixeira de Freitas e Galícia), se desejarem disputar a Série B de 2019, terão de se submeter a um Torneio Seletivo. 


CAÇULA - Às vésperas de iniciar mais uma disputa de título na carreira, o técnico do PFC-Cajazeiras, Paulo Sales, admitiu que será uma batalha difícil e apontou o adversário como favorito. "Está um clima de ansiedade, mas estamos muito focados. Será um jogo dificílimo. Na verdade, o Atlético é o favorito, mas também temos condições de reverter essa situação", disse.
 
Fundado em 4 de janeiro de 2015, o Pituaçu Futebol Clube Cajazeiras disputou a Copa Governador do Estado de 2016 e agora tenta a vaga na Série A do Baianão. Para alcançar objetivo, o treinador Sales acredita que terá todo o elenco à disposição. "Temos ainda o Iran e o Coité com problemas clínicos, mas acho que todos estarão prontos e à disposição para o jogo".

 
O técnico Paulo Sales (Foto: Francisco Galvão / PFC-Cajazeiras)
 

Considerado o rei do acesso no futebol baiano, Sales ainda revelou suas expectativas para a final. "Mais uma decisão super importante. Minhas expectativas são sempre as melhores possíveis. É a minha sexta final consecutiva, sendo cinco acessos seguidos. Além disso, na minha carreira já são nove finais e sete acessos alternados em 11 anos".

EXPERIÊNCIA - 
Do outro lado, a tradição do Alagoinhas Atlético Clube, que tem 48 anos de fundado (2 de abril de 1970) e estreou no Campeonato Baiano em 11 de abril de 1971, vencendo o Leônico, no Carneirão, por 2 a 1, gols de Olívio e Dida. Desde 2013, quando foi rebaixado, portanto há cinco anos, o Carcará não disputa a elite do futebol baiano e a sua fanática torcida está confiante de que em 2019 vai voltar à Série A.

O treinador Arnaldo Lira (Foto: Alagoinhas Atlético Clube)

A Torcida Jovem Coral, inclusive, organizou caravana para apoiar o Atlético neste jogo em Salvador. Os ônibus sairão de Alagoinhas ao meio-dia e os torcedores prometem fazer uma bela festa nas arquibancadas do Estádio de Pituaçu.

E esta confiança fica ainda maior com a presença do experiente técnico Arnaldo Lira, 59 anos, no banco de reservas do Carcará. São 26 anos de carreira, iniciada em 1992 no CRB, de Alagoas. Sua maior conquista foi, sem dúvida, o título de campeão baiano de 2011, no comando do Bahia de Feira.

"Ter uma vantagem numa decisão é importante, desde quando você jogue bem as duas partidas. Buscamos ser o primeiro na fase de classificação para alcançar este benefício. Ganhei também o título da Copa Governador do Estado com o Fluminense de Feira, em 2015. Foi 1 a 0, gol marcado pelo Rafael Granja. Então, para eu fechar o ciclo de conquistas no futebol baiano só falta este título da Série B", lembrou Lira.

O técnico do Atlético ressaltou a regularidade de sua equipe e o apoio da torcida. "Temos o Paulo Paraíba lá atrás, um excelente zagueiro que se destaca ao lado de jovens como o Michael. E também o artilheiro Deon, um jogador rápido e mortal na grande área. Enfim, nós estamos bem preparados, treinamos forte durante a semana para termos condições de fazer um grande jogo", analisou.


A TVE Bahia transmitirá, ao vivo, as finais da Série B do Baianão: o duelo de ida neste sábado (19), às 16h, no Estádio de Pituaçu, e o do dia 26 de maio (sábado), em Alagoinhas, no Carneirão, no mesmo horário. Os jogos serão transmitidos para todo o estrado, através da TVE, e para todo o mundo, por meio do portal do IRDEB e das redes sociais do instituto. 


 

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

ENCONTRE-NOS NO FACEBOOK

SIGA-NOS NO TWITTER

ENQUETE