Em busca de apoio a atividades esportivas, índios Pataxós visitam a FBF

A prática de esportes está cada vez mais presente no dia a dia das comunidades indígenas do Brasil. Fortalecer essa relação é o objetivo dos índios Pataxós do sul da Bahia.

Com essa meta, lideranças Pataxós visitaram a Federação Bahiana de Futebol na última semana. Além de conhecerem a entidade, os índios se reuniram com a diretora de competições, Taíse Galvão.

No encontro, solicitaram o apoio da FBF para desenvolver a prática de esportes na comunidade. Atenta às questões sociais, Galvão garantiu a colaboração para o fomento do futebol na comunidade Pataxó.

Na visita, os índios foram liderados pelo secretário de Assuntos Indígenas de Santa Cruz Cabrália, Juari Pataxó. O grupo foi acompanhado, também, pelo deputado federal Joseildo Ramos.

Pataxós - Os índios Pataxós vivem, em sua maioria, extremo sul do Estado da Bahia. Suas aldeias ficam localizadas próximas a cidades como Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Itamaraju e Prado. Mas, há aldeias, também, norte de Minas Gerais. 

As aldeias Barra Velha, Aldeia Velha, Boca da Mata, Meio da Mata, Imbiriba, ficam localizadas em Porto Seguro. Pé do Monte, Trevo do Parque, Guaxuma, Corumbauzinho e Aldeia Nova ficam em Itamaraju. Em Santa Cruz de Cabrália estão Coroa Vermelha e Mata Medonha. Já no Prado ficam as aldeias Águas Belas, Craveiro, Tauá, Tibá, Córrego do Ouro, Cahy e Alegria Nova.

Após o contato com os não índios, os Pataxós passaram a se comunicar por meio da língua portuguesa, mas a Patxohã, língua própria, não foi esquecida e é conservada em alguns grupos. O Patxohã se tornou, inclusive, disciplina nas escolas das comunidades.

Entre as atividades econômicas desenvolvidas, estão a pesca e a agricultura de subsistência. Porém, fazem parte das práticas, também, a venda de artesanato e trabalhos voltados para o turismo.

Fonte: Wikipedia e Terravista Brasil